Para garantir que usufrui da melhor experiência possível, este Website utiliza cookies de perfil de terceiros. Clique aqui para saber mais sobre estes cookies e sobre como alterar as definições. Ao fechar esta janela ou continuar a navegar neste Website, concorda com a utilização destes cookies.

Desenvolvimento mais rápido

Cada indústria, desde a Engenharia de IA ao Design Industrial e ao Desenvolvimento de RV, tem necessidades de fluxo de trabalho específicas e os seus criadores de conteúdos e programadores profissionais têm de estar na vanguarda, não pensando no que é importante hoje mas sim no que pode ser necessário amanhã.

O equipamento mediano não fornece a potência ou a compatibilidade multiplataforma necessárias. Foi por estes motivos que as estações de trabalho ConceptD com os seus potentes processadores, GPU específicas e grandes quantidades de memória e armazenamento foram concebidas para satisfazer especificamente as necessidades dos programadores.

GPU com o poder da tecnologia CUDA

A tecnologia CUDA® foi desenvolvida pela NVIDIA para a computação em geral e consiste numa plataforma de computação e num modelo de programação em paralelo. Funciona como plataforma comum a todas as famílias de GPU da NVIDIA para que as aplicações possam ser implementadas e redimensionadas para uma grande diversidade de configurações de GPU.

Como funciona a CUDA

Nas aplicações aceleradas pela GPU, a parte sequencial da carga de trabalho é executada na CPU, que está otimizada para desempenho de single-thread (um processo), enquanto a parte computacionalmente intensiva da aplicação é executada paralelamente em milhares de núcleos da GPU. Quando utilizam a tecnologia CUDA, os programadores programam em linguagens comuns, como C, C++, Fortran, Python e MATLAB, e expressam paralelismos através de extensões na forma de algumas instruções básicas.

Como beneficia os programadores

Nas aplicações exigentes, como a aprendizagem profunda, física computacional ou modelação 3D, a potência pura da CPU esgota-se nos níveis mais elevados. É aqui que entram as GPU com CUDA: as aplicações profissionais, como Autodesk ou Wolfram Mathematica, conseguem atingir velocidades que eram impensáveis. Por exemplo, com os 4608 núcleos de processamento paralelo a executarem até 16,3 TFLOPS, poderá acelerar as suas capacidades de multiprocessamento para um nível totalmente novo.